"Fora da Caridade não há Salvação"

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

A Evangelização

O que é?

 Educar com base no Evangelho de Jesus.

As palestras num Centro Espírita são de uma linguagem culta ou simples, científica ou filosófica, e sempre voltada para o público adulto. Sendo assim, para que as crianças recebam, como na educação escolar básica, os ensinamentos evangélico-espíritas, proporcionalmente na didática e na moderação de conhecimentos adequados a seu grau de compreensão, algumas instituições dispõem da Evangelização.

Geralmente nos dias das Reuniões Públicas, todo Centro tem sua ala infantil; para que, enquanto os pais assistam às palestras, as crianças assistam à Evangelização; mas isso não se dá apenas pela comodidade dos pais ou simplesmente para aclimatar a criança a alguma forma de religiosidade, também não é uma simples recreação da criança como alguns pais pensam, quando deixam a criança lá sem entendimento da grandeza,  da devida importância desse trabalho de apresentação da criança ao Cristo e seus ensinamentos.

Também, como a maioria de nós chega à casa espírita pela dor, e nesse momento estamos concentrados e voltados compreensivelmente para a solução única e objetiva da nossa problemática, entendemos todos os recursos que o centro oferece como simples remédio que irá nos curar; respeitável! Mas a Evangelização não são doses únicas de um  frasco, embora, sem sombra de duvida, algum bem fará, mesmo exposto uma única vez a essa doutrina maravilhosa, como nos disse Chico Xavier. Mas para que ela seja eficiente mesmo, precisamos entender que:    

A Evangelização é um feixe de conhecimentos paulatinos, baseados no Evangelho de Jesus e nos princípios da educação moral-ética básica. São temas previamente estudados, elaborados e sequenciados com a orientação Espiritual, transmitidos por jovens evangelizadores dedicados, que se, permitido pelos pais, a  criança acompanhar com atenção, da infância até sua adolescência, o último nível dessa escolinha, apreenderá uma base de princípios, que complementando a educação doméstica, trarão efeitos maravilhosos no seu acervo pessoal de entendimentos do mundo, quando adulta. E mesmo quando o lar não lhe confira educação doméstica suficiente, embora não seja o objetivo da Evangelização, ainda assim ela significará para a criança parte de uma experiência que mesmo inconscientemente lhe passará princípios que, em adulto, contribuirá para suas reservas de forças morais e consciências nas previsíveis e possíveis provas a que será submetida na vida.   


PORQUE O PERÍODO INFANTIL É O MAIS IMPORTANTE PARA A TAREFA EDUCATIVA?

383. Qual, para o espírito, a utilidade de passar pelo estado de infância?

“Encarnando, com o objetivo de se aperfeiçoar, o Espírito, durante esse período, é mais acessível às impressões que recebe e que podem auxiliar o adiantamento, para o qual devem contribuir os incumbidos de educá-lo.” (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos).”

385. De onde provem a mudança que se opera no caráter, a uma certa idade, e particularmente ao sair da adolescência? É o espírito que se modifica?

“É que o Espírito retoma a natureza que lhe é própria e se mostra qual era.”

“[...] A delicadeza da idade infantil os torna brandos, acessíveis aos conselhos da experiência e dos que devam fazê-los progredir. Nessa fase é que se lhes pode reformar os caracteres e reprimir os maus pendores.” [...]. (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos).


PORQUE A ESCOLA DE AVANGELIZAÇÃO ESPÍRITA ANTES DOS 7 ANOS DE IDADE?

“109. O período infantil é o mais importante para a tarefa educativa?”

- O período infantil é o mais sério e o mais propício à assimilação dos princípios educativos.

- Até aos sete anos, o Espírito ainda se encontra em fase de adaptação para a nova existência que lhe compete no mundo. Nessa idade, ainda não existe uma integração perfeita entre ele e a matéria orgânica. Suas recordações do plano espiritual são, por isso, mais vivas, tornando-se mais suscetível de renovar o caráter e estabelecer novo caminho, na consolidação dos princípios de responsabilidade, […].

- Passada a época infantil, credora de toda vigilância e carinho por parte das energias paternais, os processos de educação moral, que formam o caráter, tornam-se mais difíceis com a integração do Espírito em seu mundo orgânico material [...].”

(Emmanuel, O Consolador, 15. ed., perg. 109).


“Façamos o Bem, promovendo o Amor!”

PAZ E LUZ COM O CRISTO

Por Ricardo Souto
Compartilhar:

Correio Eletrônico

Insira seu e-mail e receba nossas atualizações :

Mais Informações

Tecnologia do Blogger.